1a Conferência Nacional de Política Indigenista é encerrada em Brasília

joanna.espinha, 17 de dezembro de 2015

IMG_9981

(Fotos: Lauro Padilha)

 

Após quatro dias de trabalho, a 1a Conferência Nacional de Política Indigenista terminou em Brasília, com a entrega das linhas do tempo, que contém os marcos históricos e foram construídas pelos povos indígenas, durante as 26 etapas regionais.

 

Durante a entrega das 26 linhas do tempo, primeiro produto da Conferência, Lucia Alberta, coordenadora da Comissão Organizadora Nacional e Assessora da Presidência da Funai, destacou o processo de construção do momento histórico vivido nos últimos dias.

 

“Foram dois anos e meio de organização, desde as etapas locais, os povos realizaram o diagnóstico da política indigenista e trabalharam pelo sucesso da Conferência”

 

Para o cacique Neguinho Truká, a Conferência é o ponto de partida. Com a interação entre os diversos povos do Brasil, será construída uma política indigenista que atenda a realidade indígena do país.

 

”Nós saímos com a sensação de dever cumprido, sabendo que a luta começa a partir daqui, aprovamos as propostas e agora nós temos a missão e a obrigação de torná-las realidade dentro de cada território espalhado de norte a sul do Brasil. ”

 

A tarde do último dia da 1a Conferência Nacional de Política Indigenista foi dedicada à leitura das propostas urgentes, reunidas após a realização das etapas regionais. No total, foram aprovadas 866 propostas, entre elas, 216 foram consideradas urgentes e que necessitam de atenção imediata.

 

Para Pedro Igor Mantoan, Assessor do Gabinete do Ministro da Justiça, o resultado final da Conferência foi um material rico e que vai orientar a política indigenista no Brasil.

 

”A Conferência produziu um caderno muito robusto, com diversas propostas e todos querem que isso, de fato, possa subsidiar a política do governo. A partir daqui, o governo tem a obrigação de sentar e avaliar as propostas e aprimorar a sua atuação. Em todas as propostas, dos seis eixos, sempre saía a demanda por mais diálogo.”

 

IMG_0077   IMG_9931 (1)  IMG_0068  IMG_0102